Terrário – Experiência Escolar

30 08 2010

Como é importante compreender o funcionamento da natureza ao observar, dia a dia, a movimentação dos animais na terra, o crescimento das plantas e o ciclo da água. Como podemos observar isso?? Simples! Montando um terrário. Terrário?? O que é isso? É um recipiente de vidro com pedras, carvão, terra e plantas que permite observar o funcionamento do mundo natural através das paredes transparentes do recipiente, que com certeza a maioria das crianças já fez um nas aulas de Ciências, na escola.

Em um terrário devemos controlar a temperatura, umidade, iluminação e ventilação, além dos cuidados próprios com a parte aquática, quando esta existir.

Podemos inserir bichinhos, como formigas, joaninhas e minhocas.

Igualmente existem várias modalidades de terrários destinados a animais de clima frio e temperado, pouco comuns no Brasil. Nessa categoria podemos citar os seguintes exemplos: aquaterrário temperado, terrário de clima seco e temperado e terrário úmido temperado.

O terrário permite explorar, desde as primeiras séries, os cinco passos de uma investigação científica: observação, registro, questionamento, experimentação e conclusão. É testando e comprovando que as crianças fazem ciência exatamente como os cientistas.

Mais que a importância de os alunos observarem e levantarem hipóteses, os professores aprenderam que discutir, argumentar, ler e escrever são atividades a ser exploradas nas aulas de Ciências. Como? Nas discussões para a resolução de uma situação-problema e nos registros do experimento, por exemplo. Para que as crianças descubram o mundo ao seu redor, o ideal é que o primeiro contato com os conceitos naturais aconteça de maneira divertida, investigativa e planejada. Memorizar fatos isolados, fórmulas e termos técnicos, portanto, não funciona mais como estratégia de ensino. A garotada precisa de tempo e de oportunidade para observar, testar e trilhar caminhos errados.

Ih, choveu no terrário! De onde veio a água?

Como funciona a vida? O que mantém plantas e animais vivos? Quando e como os seres humanos devem interferir na natureza?

Se o terrário fica aberto: o solo seca, as plantas murcham e os bichos fogem ou morrem. Enquanto isso, o terrário fechado com plástico transparente fica com as paredes embaçadas, a terra úmida e as plantas molhadas.
Aí vem a pergunta: se ninguém rega as plantas, de onde vem aquela água, aquelas gotinhas do papel filme? a “chuva” (gotinhas no papel filme) é causada pelos fenômenos da condensação e evaporação da água armazenada na terra e da transpiração das plantas.

***Entenda mais sobre o ciclo da água na Terra, acessando esse site excelente! Amei ele gente: Super fácil de entender e divertido! para todos os públicos! http://www.cricketdesign.com.br/abril/ciclodaagua/

Estudo do solo: a cor e a textura que a terra tem

Para aprender mais sobre o funcionamento desse micro-mundo que é o terrário, é preciso estudar um precioso elemento: o solo. O solo pode ser arenoso, argiloso e humoso.

A interferência humana na natureza pode ser positiva

Com o terrário, a natureza funciona normalmente sem a interferência humana. Então, quando e como essa interferência deve acontecer? usar restos de comida da cozinha para produzir um solo rico em nutrientes para o desenvolvimento dos vegetais.

A educação científica contribui para a formação de cidadãos responsáveis com o meio ambiente. Só um ensino prático e contextualizado possibilita isso!. Tudo simples, barato e replicável em muitas escolas brasileiras.

Você sabia?

Em um TERRÁRIO reproduz-se a atmosfera quente e úmida das florestas tropicais, proporcionando às plantas condições ambientais favoráveis ao seu desenvolvimento e se tornem auto-suficientes, uma vez que a água e os nutrientes são constantemente reciclados. A água através da transpiração das folhas e da evaporação se condensa sobre as paredes de vidro, de onde escorrem de volta para a terra sendo novamente absorvidas pelas plantas. As regas são pouco freqüentes, uma vez que o TERRÁRIO permanece fechado a maior parte do tempo, não sendo necessário mão-de-obra para sua manutenção e conservação, e que irá fazer parte da decoração de sua residência por vários anos.

COMO CUIDAR: Ao adquirir seu terrário coloque-o em local iluminado, porém Sem incidência direta de sol, pois as plantas podem murchar. Para limpá-lo Utilize um chumaço de algodão enrolado na ponta de uma varinha. Só coloque Água novamente se observar que não está ocorrendo evaporação com Condensação de gotas na parede do terrário.

Quero fazer um!! O que devo ter em mãos?

Simples e fácil! Aqui vão alguns materiais usados para o Terrário!

Você pode usar qualquer recipiente que seja transparente: um aquário(se faz tempo que não há mais peixinhos e ficou lá guardado sem utilidade), um garrafão de vidro ou plástico(aqueles galões de água menores e transparentes). Aqui está o procedimento com todo o cuidado:

• Lave o recipiente com água e sabão para eliminar os resíduos que possam estar grudados em volta.
• Desinfete-o bem com um pano banhado em álcool. Assim, não corre-se o risco de haver desequilíbrio no ambiente interno, por causa de proliferação de bactérias e fungos.

Depois da limpeza do recipiente, siga as regras:

• Coloque no fundo do recipiente uma camada de dois dedos com pedrinhas de aquário; uma camada de terra por cima delas e cubra novamente a terra com areia.
• Para evitar que o terrário exale um odor desagradável, espalhe alguns pedaços de carvão vegetal, por cima da areia.
• Lembre-se de colocar terra vegetal: é a camada mais importante do terrário. Ela deve ter mais ou menos 4 cm de profundidade e ser recoberta, finalmente, com uma camada fina de pó de xaxim(opcional).

-Coloque bichinhos tipo: tatu bola, joaninhas, grilo, minhocas, centopéia. Se for prefirir formigas, é só formigas, sem mais animais convivendo junto. Mais para frente colocarei uma matéria sobre fazer formigueiro em casa.

-Lembre-se também de colocar uma tampa de garrafão meio funda com água para umidecer o ambiente fechado do terrário, ou um copo plástico cortado ao meio com água, para fazer de lago no terrário.

-Não se esqueça do papel filme e fita crepe. Após colocar tudo e todos plantados e acomodados, tampe com papel filme o terrário e grude com fita crepe ou durex para tampar bem.

-Coloque o terrário em um lugar que tenha pouca luz. Não pode ter muito senão murcha as plantas e seca o solo, e não pode ter muita sombra, senão não há fotossíntese das plantinhas, e não haverá consequentemente, a chuva.

Que plantas escolher?

Você pode colocar no seu terrário pequenas plantas e musgos variados. Prefira plantas que resistem mais a ausência de água, pois não é sempre que terá água para elas. O importante é manter-se atento para que não lhes falte água e luz em quantidade suficiente. Escolha mudinhas de suas plantas prediletas, dando preferência àquelas que apreciam solo úmido e temperatura constante – pequenas samambaias, heras, musgos, avencas. Preste atenção para não quebrar as raízes na hora de plantá-las.

DICA: Plantas com pequenas folhas são indicadas: têm boa resistência e podem crescer bem. Espalhar folhas secas ou frescas pelo terrário é uma boa, pois as formigas e outros insetos podem se esconder, ou servir de abrigo.

CUIDADO: Não coloque no terrário espécies que não gostam de água, como cactos, ou plantas com raízes muito grandes.

Cada planta tem sua preferência por um tipo de solo. Assim, se você plantar uma espécie vegetal num solo que não lhe agrada, ela certamente morrerá. Essa é a primeira lição que a natureza nos dá. Antes dê uma pesquisada na internet sobre plantas ou converse com um especialista de alguma floricultura e pergunte sobre solo adequado para tais plantas.

Cuidados Básicos

Para que os bichinhos e as plantas do seu terrário vivam por bastante tempo, você tem de se manter atento. Observe, por exemplo, se as espécies vegetais não estão amarelando ou murchando e se os animais permanecem em atividade. Geralmente é adequado escolher apenas um tipo de bicho, pois é o mesmo que você colocar uma lagartixa com joaninhas. Elas vão desaparecer dentro de um dia. Prefira um tipo só.

Achar o ponto de equilíbrio entre o ambiente e os seres vivos: isto é uma lição de Ciência!
Se uma espécie vegetal começar a murchar, é sinal de que não está se adaptando a esse microssistema. O mesmo acontece com os insetos que permanecem imóveis.

Se você sentir que algo está errado no terrário, não hesite em abri-lo e devolver as espécies para o lugar de onde você as tirou. Assim, talvez elas tenham uma chance de sobreviver.

***Vamos fazer um terrário de estimação gente! É um Mini-Mundo!! Ver a natureza crescer perto de você é o máximo. E olhar as coisas no vidro com lupa, é demais! Eu já fiz terrário na escola, por isso quis passar essa matéria para vocês. Foi muito legal a época em que descobria tudo isso. Ficávamos muito próximos da natureza. Pena que crescemos e perdemos nossa pureza de ver as coisas e amá-las não importando as diferenças. Para nós a natureza era linda e perfeita. Hoje não passa de meras paisagens na tela do computador. Vamos refletir! Se as escolas não mais ensinarem essa proximidade com a natureza, exijam este ensino aos seus filhos, para que eles possam ter opção na vida de amar aquilo que Deus lhes deu tão rico e perfeito. Obrigada!

by EuAmoANatureza

Bibliografia:

http://revistaescola.abril.com.br/ciencias/pratica-pedagogica/terrario-pedaco-natureza-426134.shtml
http://pt.wikipedia.org/wiki/Terr%C3%A1rio
http://diversidadedavida.zip.net/
http://www.cricketdesign.com.br/abril/ciclodaagua/
http://profaline-ciencias.blogspot.com/2009/04/como-fazer-um-terrario.html
About these ads

Ações

Informação

Uma resposta

10 07 2011
William

brilhante, puro , verdadeiro…. estou no terceiro e quero mais….

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: